Buscar
  • Lore Magno

Trabalhadores do setor de eventos relatam dificuldades desde o início da pandemia

Em um primeiro momento causou espanto o anuncio feito pelo prefeito Gordo Dentista de uma flexibilização para a realização de eventos em Três Corações. Mas, o anúncio trouxe à tona uma exposição de muitos artistas nas redes sociais. Artistas e profissionais que atuam no setor de eventos, que desde o início da pandemia estão afastados e impossibilitados de trabalhar.

Um exemplo é quem trabalha com Buffet, Adriana Maria Silva Salles é proprietária do Buffet Mundo das Festas. Ela relata um prejuízo alto e as dificuldades tendo que dispensar funcionários. “Foi um momento que pegou todos nós de surpresa. Já tínhamos festas programadas, tivemos que nos remanejar para que o prejuízo não fosse maior. Tínhamos alguns perecíveis, parte deles foi possível vender, mas alguns perdemos por conta do prazo de validade. O nosso prejuízo foi alto, pois muitas festas foram adiadas e outras canceladas. Esperamos que até o meio do ano de 2022 possamos começar a nos restabelecer, se Deus quiser”.


Adriana também conta que foi preciso dispensar muitos de sua equipe. As pressas abriu um restaurante para que a família pudesse se manter, mas o retorno não veio. “A estratégia que tivemos foi de abrir um restaurante, porém não tivemos o retorno esperado. Tivemos muitos gastos e o lucro não foi o que esperávamos”.

A proprietária relata que teve todo o orçamento da família atingido, já que trabalhavam todos juntos. De acordo com ela, o último decreto publicado pela prefeitura vai ajudar um pouco os trabalhadores desse setor. “Vai ajudar um pouco pois poderemos voltar com alguns eventos, pois muitos foram adiados e nossos clientes esperam que neste ano de 2021 possamos concretizá-los. Claro que com todas as medidas necessárias para que não haja riscos maiores em relação ao Covid 19. Também faremos algumas adaptações necessárias para que sigamos as medidas impostas pela prefeitura de Três Corações para que os eventos aconteçam”.

Ainda de acordo com Adriana, uma conversa antecipada com todos os clientes será necessária, para que todas as medidas pedidas pela prefeitura no último decreto sejam cumpridas.

A proprietária afirma que o que fica agora, é a esperança de dias melhores e o esforço para seguir tudo a risca.

67 visualizações0 comentário