Notícias
Buscar

Vereadores tomam posse e prefeito Gordo Dentista anuncia que vai assumir Secretaria Municipal de Saúde


Tomou posse na manhã de hoje o prefeito de Três Corações José Roberto de Paiva Gomes e o vice-preito Nadico Reinaldo Vilela. Eles foram empossados pela nova mesa diretora da Câmara da Municipal, também empossada e eleita na manhã de hoje.


Após três interrompimentos durante a solenidade de votação, os vereadores elegeram em uma disputa acirrada a nova mesa diretora. Mesa essa composta pelos três vereadores moradores do bairro Cotia: presidente Fabiano Bioco, vice-presidente Wesley Dardaque e secretário Du Cara Gorda.

Ao ser empossado o vereador e presidente Fabiano Bioco, destacou em seu discurso que vida negras importa e sente orgulhoso em ser o primeiro presidente negro da Câmara Municipal de Três Corações eleito nos últimos 16 anos.



A cerimônia que ocorreu cumprindo todos protocolos de segurança, foi rápida e transmitida pelo canal da Câmara Municipal no Youtube.


Ainda no dia de hoje, o prefeito José Roberto de Paiva Gomes, Gordo Dentista, em entrevista exclusiva à Radio Tropical, anunciou que inicia seu mandato aumentando as medidas preventivas em combate a Covid-19. Segundo o prefeito, ele colocará mais fiscais nas ruas e todos os estabelecimentos comerciais terão que a partir de novo decreto, indicar na porta do estabelecimento o número máximo de pessoas que tem capacidade de acomodar, seguindo as medidas preventivas da Covid. Ainda segundo o prefeito, isso será cobrado dos comerciantes e quem deixar de cumprir essa, assim como todas as outras medidas de prevenção a Covid, estará sujeito a interdição e multa.


O prefeito também anunciou que ele mesmo assumirá a Secretaria Municipal de Saúde e acompanhará de perto todos os trabalhos.

O ano de 2021 será um ano de muitos desafios para os tricordianos. A cidade encerra 2020 com saldo negativo na geração de empregos. Os dados são do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged) e foram divulgados pelo Ministério da Economia.

De cordo com os dados do Caged, a cidade gerou no mês de novembro um saldo positivo de 200 postos de trabalho. O município teve 470 admissões, contra 270 desligamentos. Em comparação com o mês outubro, o número representa crescimento, já que naquele mês Três Corações gerou apenas 445 admissões. No entanto mesmo com saldo positivo em novembro, a cidade encerra o ano de 2020, com acumulado de saldo negativo de -206 vagas.

E a cidade não está sozinha nesse cenário: Poços de Caldas e Itajubá, que também entram na lista das dez maiores cidades da região, encerram o ano com acumulado negativo.


Comércio lidera recuperação de empregos em Minas Gerais

E a recuperação gradativa que ocorreu em muitas cidades da região nos últimos meses, segundo Caged, é resposta da recuperação do comércio. O setor foi responsável no mês de novembro, pela principal contribuição para geração de 15 mil vagas de trabalho no estado.


Minas Gerais registrou pelo sexto mês consecutivo saldo positivo na geração de empregos. Após o impacto da chegada da pandemia de Covid-19 ao País, em março, o Estado vem apresentando superávit na criação de postos de trabalho desde junho. Em novembro, foram 155.251 admissões e 122.357 desligamentos, totalizando 32.894 vagas. Com o resultado, a geração no acumulado do ano também segue positiva desde outubro.


Atualizado: 28 de Dez de 2020

Melhorias foram feitas das celas aos prédios administrativos; monitoramento por câmeras é grande aliado para o trabalho de segurança.



A Penitenciária de Três Corações I, no Sul de Minas, está passando por reformas em sua estrutura. As obras, com início em março e previsão de término para este mês, contaram com recursos da Secretaria de Estado de Justiça e Segurança Pública (Sejusp), do Poder Judiciário, da Prefeitura de Três Corações e de empresários do município. Todos os cinco pavilhões da unidade prisional tiveram a parte elétrica e hidráulica recuperadas.


As celas, alas e salas de aulas ganharam grades reformadas e nova pintura. Duas oficinas de trabalho para presos e os seis prédios administrativos da penitenciária também foram pintados. Foi feita ainda a instalação de um novo sistema de videomonitoramento, equipamento importante que reforça a segurança do local.


Outra melhoria importante foi a instalaçã


o de cinco caixas d'água, ampliando a capacidade de abastecimento da unidade prisional. Foram construídos, também, um alojamento para os servidores e um parlatório para o atendimento dos advogados. A penitenciária teve toda a sua iluminação trocada e a instalação de refletores de LED. Os retoques finais estão sendo feitos no se


tor de Guarda Externa, que abriga a Intendência, o Grupo de Escolta Tática do Sistema Prisional (Getap) e o Grupo de Intervenção Rápida (GIR).


Segundo o diretor da penitenciária, Ulisses Simões, o novo parlatório é referência no Sul de Minas, e as melhorias na penitenciária fortalecem ainda mais o trabalho executado na unidade prisional. “Todos serão beneficiados com essa reforma: presos, servidores, advogados ou parceiros. As novas instalações também irão trazer mais segurança, pois poderemos monitorar todos os eventos por meio do sistema de videomonitoramento. É um trabalho que reflete a importância de se ter parceiros com os quais sempre podemos contar”.


Todo o trabalho foi feito por 14 presos da unidade, com o gerenciamento e coordenação dos policiais penais Marcílio Batista e Adriano G


abriel. Os detentos foram divididos em duas equipes, de acordo com


suas aptidões; oito ficaram responsáveis pela parte de alvenaria e pintura, e os outros seis cuidaram das instalações elétricas e hidráulicas. O serviço executado pelos custodiados reduziu em muito os custos das obras, já que não foi necessário gasto com mão de obra. Pelo trabalho realizado, cada preso foi beneficiado pela remição da pena, ou seja, a cada três dias trabalhados um é remido da condenação.




A iniciativa, a arrecadação e toda a gestão da obra ficaram por conta do diretor administrativo da penitenciária, Alisson Paulineli. “A unidade já tem 15 anos, e precisávamos melhorar nosso espaço de trabalho, então busquei os parceiros e conseguimos realizar. Eu me sinto com o dever cumprido, minha função é esta: dar assistência a todos os setores e a todas as pessoas envolvidas com o trabalho executado aqui. Agora os presos poderão cumprir uma pena mais humanizada e os nossos servidores terão um espaço mais confortável para trabalhar”, destacou.


O valor estimado do investimento é de R$ 100 mil reais. Deste total, R$ 18 mil foram disponibilizados pela Sejusp e usados na reforma dos pavilhões e prédios administrativos. Outros R$ 74,3 mil foram doados pelo Poder Judiciário para custear a instalação do sistema de videomonitoramento. A parte restante foi doada por parceiros locais, tais como prefeitura e empresários, e serviu para a construção do alojamento. Materiais, como as caixas d'água, também foram cedidos pelo Almoxarifado Central da Sejusp.




#casadanoticia #tcnoticia #smempauta